Fornicação, prostituição, adultério, casamento e separação

 

Fornicação, prostituição, adultério, casamento e separação.

 

Neste estudo ensinaremos o quanto é perigoso a fornicação, principalmente sendo casado.

 

O mundo hoje está vivendo uma total liberdade, pois, estão trocando de parceiros como trocam de roupas.

 

Os servos de Deus não podem conformar com este mundo, nem tão pouco adotar e aceitar em nosso meio, esse tipo de costume, portanto devemos combater através da palavra de Deus para agradar o nosso Deus.

 

A Concupiscência que é desejo intenso da carne é um mal terrível. (Rm 1:24; 6:12)  leva a pessoa muitas vazes a  praticar fornicação. (Mt 19:9; I Co.5:1) e a lascívia.  (Mc 7:21-23; Gl 5:19)

Muitos por não atentarem para as palavras de Deus caem nesses tipos de pecados, sem ao menos conhecer a profundidade do abismo e as conseqüência que está entrando.

 

Por isso é muito importante conhecer todos os detalhes a respeito de cada assunto das escrituras, para que o inimigo de Deus não faça com que venhamos transgredir os mandamentos de Deus, e para que não venhamos trilar para os caminhos maus, o caminho sem volta.

 

Pecar contra os dez mandamentos é muito grave e muito perigoso, podendo levar a pecar contra o Espírito santo, o pecado para morte; Pois sabemos que o único pecado que não tem perdão é blasfêmia contra o Espírito santo. (Mt 12:32) Envolver-se em prostituição e adultério, somente  Deus para perdoar“. (Hb 13:4)

 

 Antes, porém de entrarmos no assunto sobre adultério e casamento muito importante saber o que é fornicação e prostituição.

 

Fornicação: Relação sexual ilícita ou acasalamento Ilícito por solteiros ou casados. (Ef 5:5; Ap 21:8)

 

Prostituição: Ato ou efeito de prostituir. Prostituição é quando a pessoa solteira tem relação com uma e com outra. Em relação aos casados fornicar é adultério e prostituição. (Mt 5:32; Jo 8:41; At 15:20,29; I Co 6:18, Ef 5:3 Cl 3:5; Ts 4:3; Hb 13:14)

 

Veja o que é adultério.

 

 Adultério: É infidelidade conjugal. Quando um dos cônjuges decide fazer a vontade de satanás, procurando um relacionamento fora de seu matrimonio. (Ex.20:14) 

 

Como definir ato de adultério.

 

O adultério é quando o homem ou a mulher casado no Senhor, ou que vive com um companheiro (a) e tem um relacionamento com outro casado (a), ou solteiro (a) comete adultério. (Ml 2:16)

 

A pergunta sempre feita: É necessário concluir a fornicação para definir se adultério ou não? Disse Jesus: "Eu, porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para cobiçá-la, já em seu coração cometeu adultério com ela." (Mt 5:28) imagine uma intimidade maior.

 

Situação do que repudia sua esposa (o) não sendo por fornicação.

 

“”Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério;”” (Mt 19:9

 

Situação dos que se ajunta com uma repudiada (o).

 

"Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse dois numa só carne." (I Co 6:16) 

 

Casamento o verdadeiro e bíblico.

 

Para um homem e uma mulher viverem juntos sem estar em pecado é preciso Unir-se como ordena a lei a lei bíblica. (Gn 2:24) "E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem."  (Mt 19 : 5,6) ver (Mt 1:18)

 

Este tem em um valor espiritual, onde Deus o criador é que determina as leis

 

Casamento Bíblico é no Senhor e realizado pela autoridade eclesiástica e mais testemunhas da verdadeira Igreja de Deus.

 

É a união de um homem e um mulher, solteiros, capazes e habilitado, preparados para uma responsabilidade e de construir uma família.

 

Deve ambos servir a Deus, serem aconselhadas e feitas de acordo as normas bíblicas que é sempre orientada pelos responsáveis da igreja. 

 

Deixa o homem seu pai e sua mãe e une se a sua mulher. (Gn 2:24)

 

São ligado um ao outro. “”Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido”. (Rm 7:2, 3)

 

São ajuntados por DEUS, e aquilo que Deus une o homem não pode separar "E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem”. (Mt 19:5,6) ver (Mt 1:18)

 

Além do compromisso e relacionamento com Deus que não podemos de maneira nenhuma desistir em vida á outro, que é exigido por ele, o casamento. Lembre-se: Só pode ser interrompido pela infidelidade conjugal, ou seja, o adultério. Deus odeia a infidelidade. (Ml 2:16) (exceto onde a risco de vida)

 

"Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha." (Sl 1:4)

Casamento no cartório não tem valor espiritual

Muito importante entender que uma legalização civil biblicamente não é um casamento, pois ambos têm valores diferentes a realidade é apenas uma legalização civil.

Como diz a palavra tem valor com regras condições para efeitos judiciais dos homens.

 

O casamento também é uma instituição divina deve ser realizado por servos de Deus, não tendo nem um valor para Igreja os realizados por homens ímpios.

Por isso entendemos ser apenas uma legalização civil e nada mais.

 

Os pagãos entendem que um casamento bíblico é apenas: Amigado, amasiado Pois é reconhecido pela lei como concubinato, o que muitos não sabe é que a própria lei dos homens tem leis que regulamenta está situação.

Não proibimos legalização civil, desde que primeiramente esteja de acordo com a vontade de Deus feita a união na Igreja (casamento no Senhor).

 

Orientação para os que têm esposas ou esposos descrentes.

 

Se ele ou ela consente em habitar com ela ou ele não impedindo de servir a Deus, a palavra orienta a não deixar, porque o marido descrente é santificado pela mulher e será também adultera se deixar por outro (a).  “E se alguma mulher tem marido descrente, e ele consente em habitar com ela, não o deixe. Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos. (I Co 7: 11-14)

 

A condição para separar é se ele não consente em ela servir a Deus, salvo se por motivo onde a sua vida corre risco Ex: drogas prostituição e agressividades, porque poderá contrair doenças transmissíveis, ameaças de morte principalmente quando o caso é bebida. (I Co 7:15)

 

Isso depois de muitos esforços de convivência; E depois sim analisado pela igreja com muito cuidado e oração, para que não deixamos o inimigo de Deus ser vencedor.

 

Separação

As regras para uma separação deve ser como ordena as leis de Deus e não as dos homens.

 

A situação do casal no Senhor só poderá separar-se de acordo com a palavra de Deus, somente por infidelidade conjugal. Caso não seja, ambos têm que viver sós ou ajuntar-se novamente. Todavia, aos casados mando não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. (I Co 7:10-11)

 

Porque está ligada ao marido, todo tempo em que viver, só estarão livres pela morte. “A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor”. (I Co 7:39)

 

Porque não havendo traição, será chamada adultera (o) se contrair outro relacionamento. Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido”. (Rm 7:2, 3)

 

Desquite ou divorcio.

A separação de ambos na igreja através de desquite ou divorcio de legalização civil no cartório, não tem valor espiritual.

Se o casal da igreja decide separar-se não sendo por fornicação, não vale somente desquite ou divorcio para casar-se novamente.

 

Para a igreja, o casamento do cartório como já estudamos não tem valor espiritual.

 

Pois, não sendo por infidelidade conjugal, o conselho é o mesmo caso venha separar que fique sós ou que se reconcilie. "Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher." (I Co 7:11)

 

A palavra de Deus relata que desde o principio que a carta de divorcio era data pelo sacerdote de Deus. (Mt 19:7) hoje é dada pelo presbitério.  Inclusive no antigo pacto era dado por motivos insignificante. (Dt 24:1) Hoje no novo pacto As leis de Deus quanto ao matrimônio, está mais clara que antes, pois Jesus disse que somente por infidelidade.

 

Para irmãos que tem o esposo (a) descrente a condição é a mesma como está na questão anterior, que o irmão ou irmã justifique o motivo, analisado juntamente com os responsáveis da igreja; não por homens ímpios, injusto que não conhece as leis de Deus; os julgamentos de pessoas de Deus devem ser feitos pelo povo de Deus. (I Co 6:1-6) Caso necessário depois de serem avaliados por homens espirituais poderá recorrer às leis dos homens.

 

Condições para um novo casamento.

 

Primeiro: para separar tem que haver infidelidade, o 7º mandamento do decálogo, proíbe o adultério.  “Não adulterarás”. (Ex 20:14)

 

 Então caso um irmão ou irmã casar-se tendo um companheiro (a) será considerado adultera (o). Só poderá casar-se novamente no Senhor, somente se seu cônjuge tiver praticado infidelidade ou morrer. (Rm 7:2, 3; I Co 7:11)

 

 

 

   
 

Igreja de Deus (do Sétimo dia) sistema Bíblico de governo congregacional

Contato fone: (67) 4141-1717

© Copyright 2004 Todos os direitos reservados á Igreja de Deus


Bandeira_brasil04

  Site Map